obats71dz6kjyecu50pl6vjte234udo10r7gyms8b6lw9u5gphe2smd1q0t3 MOC/20.511/2017 -Moção de Júbilo e Aplausos a toda comunidade e autoridades do importante e histórico CAMAMU, quando das comemorações e festejos da Data Magna do município, nesse 27 de junho. | Deputado Sandro Regis

Facebook Twitter Youtube

Proposições

MOC/20.511/2017 -Moção de Júbilo e Aplausos a toda comunidade e autoridades do importante e histórico CAMAMU, quando das comemorações e festejos da Data Magna do município, nesse 27 de junho.

MOÇÃO Nº 20.511/2017
Moção de Júbilo e Aplausos a toda comunidade e autoridades do importante e histórico CAMAMU, quando das comemorações e festejos da Data Magna do município, nesse 27 de junho.
O Deputado infrafirmado, no uso de suas atribuições regimentais, faz inserir na ata dos trabalhos desta Egrégia Casa Legislativa, Manifesto de MOÇÃO DE APLAUSOS, às autoridades e toda a população do importante e histórico município de CAMAMU, nos festejos pela passagem do dia 27 de junho a sua Data Magna.

Situa-se o município de CAMAMU na Mesorregião Sul Baiano e na Microrregião de Valença, segundo dados obtidos do IBGE/2008.

O município de CAMAMU fica distante da capital do Estado por 329 km via terrestre ou 188 Km, através Ferry Boat.

A área desse histórico e importante município é de 920,366 km².

A sua população é de 37 207 hab./ IBGE/2013.

A densidade habitacional é de 40,43 hab./km².

O seu Clima é Tropical-úmido.

Os seus municípios limítrofes são, Maraú, Igrapiúna, Ibirapitanga, Ubaitaba e Piraí do Norte.

Os seus INDICADORES apontam para um IDH-M de 0,565 baixo PNUD/2014, u, PIB de R$ 129 304,014 segundo o IBGE/2010 e um PIB per capita de 3 920,56 segundo o IBGE/2010.

Às margens da terceira maior baía do país (só superada pela Baía de Todos os Santos e Baía de Guanabara) e com 440 anos de existência, CAMAMU é uma das mais antigas cidades brasileiras, nascida de uma aldeia de índios tupiniquins em 1560, catequizados pelos jesuítas, que ali ergueram a capela de Nossa Senhora da Assunção de Macamamu. A criação da vila em 1565, juntamente, com as de Cairu e Boipeba, deveu-se ao segundo donatário da capitania de Ilhéus Lucas Giraldes.

Segundo dados de estudiosos, pesquisadores e de historiadores, CAMAMU chegou a ser a segunda cidade mais importante da Bahia e o maior exportador de farinha de mandioca do país. Atribui-se ao naturalista Von Bartius, ter dito e afirmado no início do século XIX que, “Este lugar é o mais importante e populoso da costa da Bahia, ao sul da Capital. Conta-se na vila, para mais de 6000 pessoas, havendo proporcionalmente muitos brancos e poucos índios”. Dotada de um mirante em sua parte alta e situada defronte de uma baía repleta de manguezais, que segundo uma lenda local o curupira com os seus pés voltados para trás já fez mais de uma pessoa perder a orientação dentro do mangue. Se qualquer pessoa passar algum tempo caminhando entre as raízes aéreas do manguezal entenderá o porquê da crença. A cidade possui um rico patrimônio arquitetônico e urbanístico, além de uma das maiores igrejas do interior do Estado, a matriz de Nossa senhora da Assunção, do século XVIII. Na parte alta da cidade fica também igreja de São Benedito (1839) onde residiram os jesuítas e na qual dizem existir um túnel fazendo uma interligação com um casarão do outro lado da rua, que era utilizado na época dos ataques holandeses. Destaca-se ainda a Igreja de Nossa Senhora do Desterro, construída provavelmente em 1670, com sua cúpula nervurada de base quadrada, uma reminiscência gótica.

São também comuns nessa importante e simpática cidade, sobrados com portas e janelas cercaduras do tipo Maria I. Segundo o inventário de Proteção do Acervo Cultural da Bahia IPAC – BA, “Em CAMAMU, devido as condições de sítio, muito acidentado, surge, ainda, no século XVIII, um tipo de habitação muito particular, que se poderia chamar de sobrado invertido. São residências, muitas vezes com sótão, com acesso por uma rua que elevada e dois ou mais porões abertos para a encosta. Quando na esquina, tais porões se articulam diretamente com a rua e têm funções independentes da residência. Na zona rural é comum se ver belas casas de fazendas e engenhos.

Pelo exposto, é que venho nesta significativa data, prestar uma justa homenagem ao município de CAMAMU e a toda sua população, através da presente MOÇÃO de APLAUSOS

Que seja dado conhecimento desta moção à Senhora Prefeita, ao Presidente da Câmara Municipal, demais Edís, ao Ex. Vereador Ademílson Sousa do Amor Divino, aos Sindicatos Rurais Patronal, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Presidentes de Partidos Políticos, Associações Comunitárias e de Moradores, Diretoras e Diretores de Escolas e Colégios e ao Sistema de Comunicação local, para que levem ao conhecimento de toda a população da nossa importante e histórica CAMAMU, esta justa homenagem.

Sala das Sessões, 27 de junho de 2017
Deputado Sandro Régis

Conheça



Faça sua pergunta.